Estresse
Os desafios da ansiedade e do estresse no ambiente de trabalho são significativos em todo o mundo, devido à pressão por resultados e prazos apertados. Uma pesquisa da Aberje mostrou que 52% dos entrevistados sofrem de ansiedade no trabalho, enquanto a OMS aponta que o Brasil lidera em transtornos de ansiedade.

Os desafios da ansiedade e do estresse no ambiente de trabalho são significativos em todo o mundo, devido à pressão por resultados e prazos apertados. Uma pesquisa da Aberje mostrou que 52% dos entrevistados sofrem de ansiedade no trabalho, enquanto a OMS aponta que o Brasil lidera em transtornos de ansiedade.

Em relação ao estresse, cerca de 48% dos entrevistados pela StarCheck apresentaram sintomas. É fundamental estar atento aos sinais e adotar medidas como autocuidado, estabelecimento de limites e busca por apoio profissional para promover um ambiente de trabalho saudável e produtivo.

Causas mais comuns de estresse no trabalho

 Muitos fatores podem causar ou aumentar o estresse no dia a dia do trabalho, uma vez que frequentemente nos deparamos com uma série de problemas a serem resolvidos em um curto espaço de tempo. No entanto, alguns casos tendem a se destacar, como:

Sobrecarga de trabalho

Expectativas irrealistas de produtividade, prazos apertados e uma carga excessiva de responsabilidades podem levar os funcionários a se sentirem sobrecarregados e estressados.

Conflitos interpessoais

Conflitos com colegas de trabalho, superiores ou subordinados podem criar um ambiente de trabalho tenso e contribuir para o estresse.

Insegurança no emprego

A ameaça de demissão, falta de estabilidade no emprego ou preocupações com o futuro da empresa podem gerar ansiedade e estresse entre os funcionários.

Ambiente de trabalho tóxico

Um ambiente caracterizado por bullying, assédio, discriminação ou falta de apoio pode ter um impacto significativo na saúde mental dos funcionários e contribuir para o estresse.

Pressão por desempenho

Expectativas elevadas de desempenho, falta de reconhecimento ou recompensa pelo trabalho realizado e a sensação de que nunca é suficiente podem aumentar os níveis de estresse dos funcionários.

Desequilíbrio entre vida pessoal e profissional

A falta de equilíbrio entre vida pessoal e profissional, incluindo longas horas de trabalho, falta de tempo para atividades de lazer e dificuldade em desconectar do trabalho, pode levar a níveis elevados de estresse.

Estresse no trabalho

Existem diferentes níveis de estresse?

Como é evidente em muitas rotinas diárias, o estresse não se manifesta de uma única maneira ou devido a uma única razão. Reconhecer o tipo específico de estresse que afeta o seu dia é fundamental para enfrentá-lo.

As origens do estresse são diversas, assim como suas ramificações. No entanto, geralmente, uma pessoa pode experimentar três formas distintas de estresse:

Estresse agudo

É uma resposta momentânea e pontual do corpo a fatores específicos, como prazos curtos no trabalho ou problemas pessoais repentinos. Caracteriza-se por uma reação intensa, incluindo tensão muscular, taquicardia e sudorese, mas é geralmente passageiro, com poucas sequelas a curto prazo.

Estresse episódico

Ocorre quando o estresse agudo é frequentemente desencadeado por problemas na vida pessoal ou profissional, resultando em sintomas intensos e acumulativos que prejudicam a vida diária.

Estresse crônico

Surge quando o estresse se torna contínuo, mesmo nos momentos de lazer, levando a desequilíbrios hormonais, fadiga, distúrbios do sono e problemas de saúde mental mais sérios, como ansiedade e depressão.

O estresse desencadeia a ansiedade?

Devido à sua semelhança, é comum que uma alimente a outra. A ansiedade no ambiente profissional está relacionada a sentir-se estressado, nervoso, inquieto ou tenso em relação ao trabalho.

Isso pode incluir angústia relacionada ao desempenho profissional, interações com colegas ou preocupações com o bem-estar financeiro.

A ansiedade no trabalho pode ser desencadeada por diversas circunstâncias do ambiente profissional. Seus transtornos podem envolver níveis mais extremos, muitas vezes incapacitantes e persistentes de medo, apreensão e preocupação.

Fatores como pressão por resultados, prazos apertados, conflitos interpessoais e insegurança no emprego podem contribuir significativamente para o aumento da ansiedade no ambiente de trabalho.

Além disso, é importante destacar que a ansiedade não se limita apenas ao aspecto profissional, mas pode se estender para outras áreas da vida de uma pessoa, afetando sua saúde mental e qualidade de vida de maneira mais abrangente.

É fundamental buscar formas de lidar com o estresse e a ansiedade, seja através de técnicas de relaxamento, apoio social, atividade física ou, em casos mais graves, acompanhamento profissional de saúde mental.

Sintomas comuns do estresse

O estresse pode desencadear várias reações físicas e emocionais, desde aumento da frequência cardíaca até sentimentos de ansiedade e irritabilidade.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) descreve o estresse como uma resposta fisiológica natural do corpo a situações percebidas como ameaçadoras ou desafiadoras, como pressão no trabalho ou eventos traumáticos. Por outro lado, a ansiedade afeta mais o lado psicológico e emocional do corpo humano, trazendo consigo sentimentos persistentes de preocupação, apreensão e até mesmo ataques de pânico.

É importante destacar que tanto o estresse quanto a ansiedade são considerados problemas de saúde significativos pela OMS, que fornece orientações e recursos para ajudar indivíduos e comunidades a lidar com esses problemas de forma eficaz, promovendo a saúde mental e o bem-estar.

O estresse pode provocar reações físicas e emocionais, como aumento da frequência cardíaca e sentimentos de ansiedade. A OMS descreve o estresse como uma resposta fisiológica do corpo a situações ameaçadoras ou desafiadoras, como pressão no trabalho ou eventos traumáticos.

Por outro lado, a ansiedade afeta mais o lado psicológico e emocional do corpo humano, trazendo consigo sentimentos persistentes de preocupação, apreensão e até mesmo ataques de pânico.

É importante destacar que tanto o estresse quanto a ansiedade são considerados problemas de saúde significativos pela OMS, que fornece orientações e recursos para ajudar indivíduos e comunidades a lidar com esses problemas de forma eficaz, promovendo a saúde mental e o bem-estar.

Estresse

Como lidar com o estresse?

Lidar com o estresse no ambiente de trabalho é fundamental para garantir o bem-estar físico e mental. Existem diversas estratégias e hábitos que podem ajudar a pessoa a encontrar equilíbrio, mesmo quando não está no local de trabalho.

Ter uma agenda para organizar tarefas e prioridades é um exemplo simples, mas extremamente eficaz, que pode ajudar a reduzir a sensação de sobrecarga.

Em vez de recorrer à comida ou ao álcool para lidar com o estresse, é recomendável adotar hábitos saudáveis, como praticar atividades físicas regularmente. O exercício físico não apenas libera endorfinas, os hormônios do bem-estar, mas também proporciona uma pausa revigorante nas demandas do trabalho, permitindo que a pessoa retorne com mais energia e foco.

Além disso, técnicas de relaxamento, como ioga, meditação, exercícios de respiração profunda e atenção plena, podem ser extremamente benéficas para aliviar o estresse. Essas práticas ajudam a acalmar a mente, reduzir a ansiedade e promover um estado de relaxamento profundo.

É importante ressaltar que lidar com o estresse de forma saudável não se resume apenas a práticas individuais. O apoio de colegas, gestores e profissionais de saúde mental também desempenha um papel crucial.

Conversar sobre os desafios enfrentados no trabalho, buscar orientação profissional e receber apoio emocional podem ajudar a desenvolver estratégias eficazes para lidar com o estresse de maneira mais positiva e construtiva.

Combater o estresse

Promovendo a saúde mental no trabalho

A empresa desempenha um papel fundamental no apoio ao bem-estar dos colaboradores e na redução do estresse no trabalho.

Orientar os líderes a agir como facilitadores do bem-estar da equipe, controlando suas próprias emoções e liderando pelo exemplo, é crucial para promover a saúde mental e a satisfação dos funcionários.

O RH desempenha um papel fundamental ao incentivar a comunicação aberta e manter a equipe informada, reduzindo assim a incerteza e a ansiedade dos funcionários.

Investir em um ambiente de trabalho de qualidade, onde os funcionários se sintam valorizados, é essencial para reduzir o estresse. Incentivos para o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, programas de reconhecimento e suporte profissional, como palestras de bem-estar e sessões de aconselhamento, promovem a saúde mental da equipe.

Essas iniciativas demonstram o compromisso da empresa com o bem-estar dos funcionários e ajudam a criar uma cultura organizacional que valoriza o cuidado com a saúde mental.

Flexibilidade de horários

Oferecer flexibilidade no horário de trabalho reduz o estresse dos funcionários ao equilibrar melhor suas vidas pessoais e profissionais.

Programas de bem-estar

Implementar programas de bem-estar no local de trabalho ajuda os funcionários a lidar com o estresse de forma saudável.

Ambiente de trabalho positivo

Promover um ambiente de trabalho positivo e de apoio pode reduzir o estresse relacionado a conflitos interpessoais ou insatisfação no trabalho.

Comunicação aberta

Encorajar uma cultura de comunicação aberta e transparente pode reduzir o estresse relacionado à incerteza ou falta de clareza sobre expectativas e objetivos.

Treinamento de liderança

Fornecer treinamento em habilidades de liderança para gerentes e supervisores pode criar um ambiente de trabalho mais colaborativo, reduzindo o estresse relacionado à má liderança ou falta de suporte.

Carga de trabalho gerenciável

Rever e ajustar a carga de trabalho dos funcionários para garantir que esteja dentro de limites razoáveis, evitando sobrecarga e ajudando os funcionários a manter um equilíbrio saudável entre trabalho e vida pessoal.

Recursos de apoio

Fornecer acesso a recursos de apoio, como programas de aconselhamento ou assistência para problemas pessoais, financeiros ou de saúde mental, pode ajudar os funcionários a lidar com o estresse de forma eficaz e buscar ajuda quando necessário.

Implementar uma combinação dessas ações pode ajudar a criar um ambiente de trabalho mais saudável, produtivo e positivo, onde os funcionários se sintam apoiados e capazes de lidar com o estresse de maneira eficaz.

A Paromed Digital pode te ajudar

A Paromed Digital é sua parceira ideal na gestão de mudanças organizacionais. Nossa equipe está pronta para promover o bem-estar e a saúde dos seus colaboradores durante todo o processo de transformação.

Além disso, estamos comprometidos em fornecer suporte específico para a saúde mental de sua equipe.

Queremos entender suas necessidades e discutir como podemos contribuir para criar um ambiente de trabalho ainda mais excelente, onde a saúde mental e o bem-estar sejam prioridades.

Entre em contato e descubra como podemos apoiar sua empresa em cada passo desse caminho de mudanças.

Últimas notícias

Os desafios da ansiedade e do estresse no ambiente de trabalho são significativos em todo o mundo, devido à pressão por resultados e prazos apertados. Uma pesquisa da Aberje mostrou que 52% dos entrevistados sofrem de ansiedade no trabalho, enquanto a OMS aponta que o Brasil lidera em transtornos de ansiedade.
O conceito de gestão da mudança tem raízes que remontam ao início da primeira metade do século XX, mas sua consolidação e popularização ocorreram ao longo de décadas, marcadas por contribuições significativas de teóricos e estudiosos.
Ver mais

Inscreva-se em nosso blog

Acesse, em primeira mão nossos principais posts diretamente em seu e-mail